Multimídia
VÍDEOS
FOTOS



Voltar à página anterior
Por que a destruição do ozônio representa uma ameaça à saúde humana e ao meio ambiente?

Sem o escudo protetor da Camada de Ozônio, os seres vivos estarão mais expostos aos raios ultravioleta (UV), e, consequentemente, mais propensos a desenvolver doenças. Uma das causas do melanoma maligno, uma forma cancerígena muito menos comum, porém mais agressiva, é atribuída aos níveis mais altos de radiação UV. Problemas de visão, como a catarata, também podem ser contraídos. Além disso, os danos à Camada de Ozônio contribuem para a diminuição da eficiência do sistema imunológico e para o envelhecimento precoce da pele.
 

A radiação UV também afeta seriamente o crescimento das plantas e sua produtividade, com importantes implicações para a segurança alimentar.
 

Os cientistas acreditam que o fitoplâncton marinho (plantas microscópicas que constituem a base da cadeia alimentar marinha) é particularmente sensível aos aumentos na radiação UV. A redução em sua quantidade teria um profundo efeito sobre outras espécies marinhas, inclusive os cardumes de pesca comercial.



Compartilhe Imprimir

Parceiros


Multimídia Multimídia Multimídia Multimídia Multimídia
© 2011 Protocolo de Montreal - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por:
Desenvolvido por Interagi Tecnologia