Multimídia
VÍDEOS
FOTOS



Voltar à página anterior
Segundo curso técnico para proteção da camada de ozônio reúne 50 especialistas de ar condicionado em São Paulo

 

A capacitação foi direcionada a engenheiros e técnicos especialistas que atuam em projeto, gerenciamento, operação e manutenção de sistemas de água gelada em edificações.Foto: Tiago Zenero/ PNUD Brasil.

 



















O Ministério do Meio Ambiente (MMA) e o PNUD reúniram técnicos e engenheiros em sistema de água gelada para capacitação em eficiência energética, operação e manutenção de sistemas de ar condicionado. O curso aconteceu, nesta segunda-feira  5 e terça-feira 6, em São Paulo.

A capacitação faz parte das ações do Projeto Demonstrativo de Gerenciamento de Chillers, implementado pelo PNUD e coordenado pelo MMA, no âmbito do Programa Brasileiro de Eliminação dos HCFCs, do Protocolo de Montreal.

“O Protocolo de Montreal visa à eliminação de substâncias que destroem a camada de ozônio, como o CFC, que já foi eliminado. Agora, caminhamos para a eliminação dos HCFCs”, explica o analista ambiental do MMA Frank Amorim.

Alguns chillers, ou sistemas de refrigeração central de edifícios, ainda utilizam gases danosos para a camada de ozônio, como os CFCs ou os HCFCs, para resfriar o ar. Dessa forma, a iniciativa pretende indicar as alternativas tecnológicas mais recentes disponíveis no mercado para substituição dessas substâncias, de forma a otimizar a eficiência energética do aparelho sem fazer com que o consumidor perca o conforto do condicionamento do ar. Para isso, o PNUD e o MMA realizaram três seminários sobre o tema – no Rio de Janeiro, Fortaleza e São Paulo.

Além disso, é fundamental que especialistas estejam capacitados para entender essas novas tecnologias e saber a melhor forma de operar um chiller, visando à proteção da camada de ozônio na substituição dos HCFCs. Assim, foram realizados dois cursos técnicos de capacitação, o primeiro em Brasília e, agora, o segundo em São Paulo.

“Esses eventos sobre chillers são muito importantes porque tratam de dois temas essenciais para a proteção da camada de ozônio”, afirma a oficial de programas do PNUD, Marina Ribeiro. “Tratam da substituição de substâncias que destroem o ozônio em refrigeradores líquidos centrais e da eficiência energética desses equipamentos”, pontua.

A capacitação foi direcionada a engenheiros e técnicos especialistas que atuam em projeto, gerenciamento, operação e manutenção de sistemas de água gelada em edificações.

“Os profissionais devem se capacitar sempre, independentemente da área. Por isso, estamos proporcionando esse curso, para que técnicos e engenheiros possam  se capacitar e aperfeiçoar o conhecimento sobre o tema”, ressaltou Amorim.

Para o especilista e palestrante Tomaz Cleto, o objetivo não é ensinar como projetar um chiller, mas abordar aspectos-chave no projeto, operação e manutenção dos chillers. “Os conceitos podem ser um desafio, mas são fundamentais para quem trabalha com sistema de água gelada. Dessa forma, é essencial que esses profissionais tenham o conteúdo de maneira profunda”, afirmou Cleto.

do PNUD.



Compartilhe Imprimir
Veja mais

   Brasil avança na execução de projeto demonstrativo que avalia mecanismos para destinação adequada de substâncias que destroem a camada de ozônio
   Especialistas se reúnem em São Paulo para aprofundar conhecimento sobre a ciência da formulação de poliol e debater alternativas às substâncias destruidoras da camada de ozônio no setor de espumas de poliuretano
   Fundo Multilateral finaliza missão de avaliação no Brasil com visita a três regiões do país e apontamentos positivos ao projeto
   Brasil recebe representes do Fundo Multilateral para avaliar implementação de projeto do Protocolo de Montreal com foco na substituição de equipamentos contendo substâncias que destroem a Camada de Ozônio, CFCs e HCFCs
   Brasil organiza Seminário sobre Formulação para Espumas Rígidas de Poliuretano
   O papel do setor privado na implementação do Protocolo de Montreal no Brasil
   Protocolo de Montreal completa 30 anos em 2017
   Retrospectiva: as ações de implementação do Protocolo de Montreal no Brasil em 2016
   R290 vs. HFCs em ambientes quentes: quem se sobressai?
   “O Brasil é o modelo da América Latina para a implementação do Protocolo de Montreal”
   Governo Federal informa setor produtivo sobre nova Emenda ao Protocolo de Montreal
   MMA e PNUD apresentam Programa Brasileiro de Eliminação dos HCFCs em Feira internacional em São Paulo
   MMA e PNUD terão espaço em feira internacional para discussão sobre as ações de eliminação dos HCFCs
   Brasil terá até 2045 para cumprir com a meta de redução dos HFCs, de acordo com decisão das Partes do Protocolo de Montreal em reunião em Ruanda.
   Mensagem do Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, sobre a emenda ao Protocolo de Montreal para combater o aquecimento do planeta
   Entrevista com Ana Paula Leal, gerente de projetos da Unidade de Implementação e Monitoramento do Protocolo de Montreal no Brasil
   Semana tecnológica do SENAI capacita técnicos sobre boas práticas no setor de refrigeração para preservação da camada de ozônio
   Reunião do Grupo de Trabalho GT-HCFCs no Brasil debate sobre a emenda ao Protocolo de Montreal para o controle dos HFCs
   MMA e PNUD lançam cartilha informativa sobre Programa Brasileiro de Eliminação dos HCFCs
   Mensagem do Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, para o Dia Internacional para a Preservação da Camada de Ozônio


Página 1 de 6

1
2
3
4
5
6

Parceiros


Multimídia Multimídia Multimídia Multimídia Multimídia
© 2011 Protocolo de Montreal - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por:
Desenvolvido por Interagi Tecnologia